Pessoas, processos e colaboração

Fluxograma

Nos projetos de Gestão de Processos de Negócio - ou BPM - Business Process Management -, ou seja, na melhoria ou criação de um novo processo de negócio, uns dos maiores riscos de não se chegar aos resultados pretendidos é não obter o apoio e comprometimento das pessoas envolvidas no processo. Por que essa situação é tão comum e por que é tão complicado mobilizar pessoas em prol de um resultado pretendido?

O BPM é caracterizado principalmente por mudanças contínuas em seus processos. E em tempos modernos, além da morte e dos impostos, outra certeza é que vivemos em tempos de constantes e rápidas mudanças. Neste cenário, nós ainda temos muita dificuldade em aceitar essa realidade. Segundo Maquiavel, em todo processo de mudança as pessoas se mostram automaticamente contra ou demonstram certa resistência, caso não percebam algum benefício próprio.

Nas realizações das atividades corporativas, as pessoas, em sua essência, buscam obter êxito, que é o motivador para a realização dos trabalhos. O êxito pode vir de diversas formas: pela satisfação em realizar um bom trabalho, pelo reconhecimento, pelo resultado obtido ou até mesmo por uma recompensa financeira.

O BPM busca reposicionar as atividades e recursos para que as pessoas possam executar essas atividades conforme os objetivos dos processos. Para que esses objetivos sejam alcançados é necessário que o êxito obtido ao final dessas atividades esteja claro e comunicados aos envolvidos no processo. Pessoas desmotivadas ou desalinhadas com o resultado do seu trabalho certamente tornarão os processos deficientes e incapazes, resultando em uma situação de anomia que pode ser identificada toda vez que as relações sociais, assim como a divisão do trabalho, engendram conflito ao invés de solidariedade.

Ambiente de trabalho no qual as pessoas têm pouca liberdade de se expressar, de manifestar suas opiniões ou sofrem retaliações ao se exporem, deixam as pessoas em estado de alerta, como se uma situação de perigo estivesse por acontecer. Quando este ambiente se estabelece, as pessoas se individualizam e sua capacidade criativa e de colaboração deixam de existir, pois o estado de alerta para se proteger deste ambiente é prioritário. Este é um comportamento instintivo e primário do ser humano. A Gestão de Processos só encontra espaço em ambiente no qual a colaboração das pessoas para resolver seus problemas é uma prática necessária e deve ser incentivada constantemente.

A construção de um ambiente colaborativo e voltado para resultados se consolida a partir do momento em que as organizações se interessam por seus colaboradores e vão além dos domínios da empresa: sua origem, sua família, seus valores e aspirações. Na outra ponta, precisamos de pessoas comprometidas com o êxito e que fazem do trabalho um momento de alegria e doação. Precisamos de pessoas que se arriscam, se desafiem, se permitam errar e aprender.

A grande maioria das organizações entende o êxito apenas como um resultado financeiro. O êxito financeiro é momentâneo e raramente beneficia a todos e pessoas são apenas peças que são trocadas por qualquer motivo banal. E em momentos de crescimento acelerado, assistimos empresas com grandes dificuldades para se sustentarem em função de um ambiente individualista, geradora de conflitos e consequente baixa produtividade das pessoas. São organizações míopes em seus objetivos e na busca do êxito.

Segundo pesquisa de Jim Collins em seu livro “O Valor da Disciplina”, a respeito de empresas que tiveram crescimento acima de 10X, comparadas com suas concorrentes, a caraterística mais marcante das empresas com grande desenvolvimento é a disciplina fanática, paranoia produtiva e criatividade empírica. São empresas com processos em constante evolução e pessoas comprometidas com a entrega de valor a seus clientes. Nessas empresas, o êxito não uma busca e sim uma consequência.

Artigo do site Administradores.com

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someoneCompartilhe
Posted in: Blog
Comente: