A influência dos millennials cresce em compras B2B

A influência da geração Y sobre os grupos de decisão das compras B2B está crescendo rapidamente, de acordo com um novo estudo feito pelo Google e pelo instituto de pesquisas Millward Brown Digital.

De acordo com o estudo, 46% dos potenciais compradores procurando por produtos B2B hoje são millennials, frente a 27% em 2012. Agora, eles são o maior grupo geracional procurando por produtos B2B para compra. “Vimos uma grande mudança em um período de dois anos no número de millennials a caminho da compra de B2B”, diz Mike Miller, diretor de negócios e mercados industriais do Google.

Os dados vêm de mais de 3 mil entrevistas feitas em 2014 e do painel do Millward Brown com milhões de internautas que permitem que seu comportamento de navegação seja monitorado. Miller acredita que a influência dos millennials está crescendo enquanto a geração baby boom está chegando mais perto da idade de aposentadoria. Ele também cita o crescimento global da economia como um fator que está trazendo mais millennials para os negócios B2B.

Sinais digitais
O Google também analisou o comportamento digital daqueles que participam das decisões de compras B2B e encontrou uma grande mudança no uso do mobile. O estudo aponta que 34% das pessoas envolvidas em decisões de compra B2B em 2014 usaram dispositivos móveis em cada etapa da compra. Em 2012, esse índice era de 18%. Miller diz acreditar que esse aumento indica que mais compradores B2B estão realmente comprando em dispositivos móveis, em vez de só usá-los somente para buscas.

O estudo também descobriu que dispositivos móveis não estão sendo usados apenas em casa. “Quase a metade das buscas por B2B são realizadas no trabalho”, aponta um post do Google sobre o estudo. Os telefones estão sendo usados para verificação de preços, comparação de produtos e para entrar em contato com os comerciantes.

O vídeo passou por uma transformação parecida. Grande parte (70%) dos participantes consome vídeo durante todo o caminho de compra, de acordo com o Google. Em 2012, a porcentagem era de 46. O Google também disse que mais de 895 mil horas de vídeos do YouTube produzidos por marcas B2B de destaque foram assistidos em 2014, número revelado pela companhia pela primeira vez.

Matéria da revista ProXXima

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someoneCompartilhe
Comente: