4 emoções que te fazem perder dinheiro

Running-After-Money

As finanças comportamentais estudam as emoções que estão por trás das nossas decisões financeiras. A seguir, uma das maiores estudiosas do tema no Brasil, Vera Rita de Mello Ferreira, consultora independente de psicologia econômica e professora da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi), apresenta quatro formas de agir, chamadas de vieses comportamentais pela psicologia, que te fazem cometer algumas boas gafes com dinheiro.

Autoconfiança exagerada
Esse sentimento é o que te leva a achar que outras pessoas podem se endividar ou perder o emprego, mas não você. Como consequência, você não forma uma poupança para lidar com imprevistos e não mantém sua rede de contatos ativa, afinal seu colega pode ser demitido, mas isso não aconteceria com você.

“Para evitar essa autoconfiança exagerada, é preciso ter um contato mais próximo com a realidade, ativar sua rede de networking e prestar atenção aos momentos de angústia, que podem sinalizar que algo está errado”, diz Vera Rita.

Aversão à perda
Em termos de investimento, aversão à perda é o que faz um investidor insistir em uma ação que está em queda, para evitar a realização do prejuízo. Mas esse comportamento também nos leva a insistir em um emprego no qual as condições estão difíceis porque nós acreditamos que vamos reverter a situação.

“A pessoa se apega ao emprego, sem ver que corre o risco de perdê-lo e não ter outro em vista”, afirma Vera Rita. Ainda que a mudança possa ser sofrida, insistir em algo que não faz mais sentido pode ser ainda mais doloroso.

Inércia
Sabe o famoso: “amanhã eu resolvo isso”? O viés da inércia explica por que esse pensamento contraproducente vive rondando seus pensamentos. Nada mais é do que uma crença infundada na nossa capacidade de realizar as coisas no futuro. Isso explica porque você sempre deixa seu planejamento financeiro para depois e vive postergando outras pendências.

“Não tem escapatória: ou a pessoa toma consciência de que não fará aquilo outra hora e muda de uma vez, ou deixa a situação como está, no piloto automático”, diz Vera Rita.

Movimento de manada
É o comportamento que te faz imitar as ações de um grupo, mesmo que as mesmas atitudes não fossem tomadas se você estivesse sozinho.

“Esse viés explica por que uma pessoa tende a engordar ou se endividar quando anda com pessoas gordinhas ou com amigos endividados”, afirma Vera Rita. Vale refletir se você tem gastado mais do que pode ou investido em aplicações furadas apenas para entrar na onda.

Matéria do site Você S/A

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someoneCompartilhe
Comente: